Como está a educação no Brasil Hoje

Educação no Brasil hoje como está

Com certeza o grande segredo de um País bem sucedido é a Educação, por isso mesmo ela deve ser o principal projeto de um Governo. Ou seja, é fundamental investir em educação para ter uma infraestrutura de qualidade.

Portanto, neste artigo, nós vamos mostrar detalhadamente como está a educação no Brasil hoje. Isso porque, com o passar dos anos uma das áreas que mais passaram por mudanças no país foi a educação.

Sendo assim, é importante demais se preocupar com a questão da educação no Brasil. Vale lembrar que essa é uma das situações mais preocupantes em nossos dias, por isso mesmo o site Mais Educação traz nesse texto as informações precisas e relevantes, confira.

 

Como Está a Educação No Brasil Hoje?

São diversos os fatores que envolvem a educação no Brasil hoje e principalmente no ensino público é onde aparecem os maiores defeitos. Podemos ver isso, quando encontramos crianças de 12 anos sem dominar a leitura e a escrita.

E isso é fruto de da falta de estrutura educacional que acontece no Brasil. Além disso, um dos graves problemas que acontece e já há muito tempo é o baixo salário dos professores e isso é em todo o território nacional.

Muitos professores estão frustados e com o passar do tempo perderam o profissionalismo na carreira, pois eles também esbarram nas dificuldades que o dia a dia apresentam.

O que falta também hoje uma participação maior por parte dos pais e mães na educação dos filhos. Sem contar que as avaliações que o governo implantou apresentam números que causam desânimo e a situação é insustentável. Essa é a situação da educação no Brasil hoje.

 

Qual a Participação Do Governo Federal Na Educação no Brasil hoje?

Desde o ano de 2006 o Brasil vem lutando para encontrar um novo caminho e uma nova performance em seu sistema de educação.

E o ponto de partida é a participação de políticos e empresários com uma grande participação nos meios de comunicação.

Além disso, foi criado um programa chamado Todos pela Educação. Para isso, foram definidas metas que necessitavam ser alcançadas em um longo prazo que terminaria no ano de 2022, confira:

1 – Todos os brasileiros entre 7 e 17 anos tem como obrigação frequentar a escola.

2 – Todos os brasileiros a partir de 8 anos de idade deve dominar a leitura.

3 – Na escola o acesso dos alunos aos conteúdos são correspondentes as séries em que estão em ano letivo.

4 – Todos os alunos tem como obrigação concluir o ensino fundamental e ensino médio.

5 – Garantia de investimentos na Educação Básica no Brasil.

Este é um programa que faz parte do governo federal, mas infelizmente ainda não alcançou os resultados práticos nas funcionalidades do dia a dia na educação brasileira.

Quais São Os Números Que Retratam A Educação No Brasil Hoje?

Para termos uma ideia de como está a educação no Brasil hoje, é necessário fazer uma observação bem detalhada da situação.

Para isso, os números que compõem a educação brasileira precisam de conhecidos e comparados de forma bem equilibrada.

1 – Cerca de 97% dos estudantes com idade entre 7 e 14 anos de idade frequentam a escola em seus anos letivos. Ou seja, ainda existem 3% que correspondem a mais ou menos 1,5 milhão de alunos sem frequentar a escola e consequentemente fora das salas de aulas.

2 – Para o número de 100 alunos que iniciam seus estudos na 1ª Série, apenas 47 deles concluem o 9° ano correspondente a idade de 14 anos sem reprovação, ou interrupção. Da mesma forma, apenas 11 conseguem chegar a faculdade.

3 – Outro número preocupante, é que 61% dos alunos do 5° ano não conseguem também fazer a interpretação de um texto simples. 60% doas alunos não conseguem fazer a interpretação de textos dissertativos. Muito preocupante.

4 – Enquanto que 65% dos alunos que estão no 5° ano não conseguem dominar os cálculos em contas de matemática. Da mesma forma, 60% dos alunos no 9° ano não conseguem resolver questões que envolvem porcentagem.

Para mudar essa situação a sociedade precisa se mobilizar dando mais importância a Educação. Também é preciso fazer um direcionamento  dos recursos que envolvem as finanças das escolas e professores.

Além disso, também é preciso valorizar mais os profissionais da educação brasileira e implantar novas medidas nas políticas educacionais  no Brasil com um projeto a longo prazo.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.